Presidente Venceslau | 25 de Janeiro de 2022
Religião

Na contramão, região lidera ranking de transmissão da covid

Na contramão, região lidera ranking de transmissão da covid
Até o momento, não há demonstração de disparada em internações e de mortes diante do aumento da taxa (Foto: Arquivo)

Diferentemente do que ocorre com os índices estadual e nacional, a taxa de retransmissão (Rt) da covid-19 na região de Presidente Prudente deve bater a casa de 1,25, o que significa provável aumento no número de infectados pela doença. No ranking do Estado, a região aparece na primeira posição, segundo projeção feita pelo Infotracker, plataforma desenvolvida pela USP e Unesp para o monitoramento da pandemia.

Em escalada desde o mês passado, a taxa de transmissão do vírus está em 1,18. Isso quer dizer que 100 infectados transmitem a doença para outras 118 pessoas. Para sinalizar controle da pandemia, o número deve ficar abaixo de 1 por mais de 15 dias para que seja visualizada queda de novos casos.

Atualmente, a taxa estadual está em 0,82, enquanto que a nacional na casa dos 0,60. Além de Presidente Prudente, as regiões de Marília, Baixada Santista e Barretos também estão com Rt acima de 1.

Na contramão, região lidera ranking de transmissão da covid

Após queda

A taxa de transmissão vinha em queda na região desde 4 de julho, quando marcou 1,05. Ao longo dos últimos três meses, este número ficou abaixo de 1, chegando até a 0,52 em 16 de setembro. Contudo, voltou a apresentar tendência de alta nos últimos dias até ultrapassar a faixa de segurança, segundo levantamento realizado pelo Portal.

Na prática, o aumento da taxa refletirá diretamente no crescimento de casos de infectados pelo coronavírus na região. Até o momento, não há demonstração de disparada em internações e de mortes.

O cenário é amplamente discutido pelos especialistas em todo país, que apontam o aumento de infecção diante da liberação geral de atividades, fiscalização afrouxada e festas com aglomerações pipocando por todos os cantos. Um outro fator é a disseminação da variante Delta pelo país, que começa a dominar o quadro de infecções por covid-19.

Do outro lado, destacam a eficácia e importância da vacina em evitar aumento de internações e de óbitos.

Alerta

Segundo as projeções, a região seguirá com tendência de alta. No dia 24 de outubro, deve chegar a índice de 1,25. O maior número registrado este ano foi em junho, durante a segunda onda da covid-19. Na ocasião, o índice bateu 1,47 no dia 19 daquele mês.

Na contramão, região lidera ranking de transmissão da covid

Na contramão, região lidera ranking de transmissão da covid

(Com informações do Portal Prudentino)

Integração Regional

integracaoregionalnews.com.br

Jornal integrante de veículo de comunicação com sede em Presidente Venceslau (SP).

0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário

Este website utiliza cookies próprios e de terceiros a fim de personalizar o conteúdo, melhorar a experiência do usuário, fornecer funções de mídias sociais e analisar o tráfego. Para continuar navegando você deve concordar com nossa Política de Privacidade.

Sim, eu aceito. Não, eu não aceito.